Caracterização:

Padroeiro: S. Pedro.

Habitantes: Cerca de 237 habitantes e cerca de 246 eleitores.

Sectores laborais: Agricultura e pecuária e pequeno comércio.

Tradições festivas: S. Sebastião (Janeiro) e Santo António (agosto).

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Igreja paroquial e capela de Santo António, Casa do Paço, Monte de Chã de Lamas e Núcleo Megalítico.

Aspectos Gastronómicos:  Rojões, belouras de milho. Bolo de Tacho, Enchidos de Porco, Broa de Milho e Caldo de Farinha

Artesanato:  Tamancaria.

Colectividades:  Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Vascões e Associação Encostas de Corno do Bico – Grupo Desportivo

História:

Em 1258, na lista das igrejas situadas no território de Entre Lima e Minho, elaborada por ocasião das Inquirições desse ano, São Pedro de Vascões é citada como uma das igrejas pertencentes ao bispado de Tui.

Em 1320, no catálogo daquelas igrejas, mandado elaborar, para pagamento de taxa, pelo rei D. Dinis, foi taxada em 30 libras. Fazia parte do arcediagado de Cerveira, com o nome de “Sancti Petri de Vascões”.

Em 1444, as terras de Coura passaram para o bispado de Ceuta.

Quando, em princípios do século XVI, as freguesias de Entre Lima e Minho foram incorporadas na diocese de Braga, D. Diogo de Sousa mandou avaliar os 140 benefícios da comarca eclesiástica de Valença. A igreja de São Pedro de Vascões tinha então de rendimento 23 réis, meia libra de cera e 13 alqueires de pão meado.

Pertencia ao julgado de Coira e Fraião.

Em 1546, no Memorial de Rui Fagundes, feito no tempo de D. Manuel de Sousa, estava enquadrada na Terra de Coura, rendendo 20 mil réis.

O Ceusual de D. Frei Baltasar Limpo, na cópia de 1580, utilizada pelo P. Avelino Jesus da Costa no seu trabalho “A Comarca Eclesiástica de Valença do Minho”, refere que São Pedro de Vascões era da apresentação do arcebispo e de alguns padroeiros.

Segundo a Estatística Paroquial de 1862, São Pedro de Vascões era da apresentação dos herdeiros de Pedro Vieira da Silva Teles, de Lisboa.

Fonte consultada:  Inventário Colectivo dos registros Paroquiais Vol. 2 Norte Arquivos Nacionais /Torre do Tombo.

Brasão:

vascoes-brasaoBrasão: escudo de prata, cruz de S. Pedro de vermelho, entre um pé de batateira de verde, folhado do mesmo, arrancado e florido de púrpura e três espigas de milho de ouro, folhadas de verde, com pés do mesmo, postos dois em aspa e um em pala, atados de vermelho; campanha ondada de azul e prata de cinco tiras. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “VASCÕES”.

Bandeira: verde. Cordão e borlas de prata e verde. Haste e lança de ouro.

Selo: nos termos da Lei, com a legenda: “Junta de Freguesia de Vascões – Paredes de Coura”.

Parecer emitido a 22 de Fevereiro de 2000.

Publicado em D.R.: Nº 107 de 09 de Maio de 2000.

Registado na DGAL: Nº 122/2000 de 22 de Maio de 2000.

251 781 596
geral@jf-vascoes.pt
Calendário
Jan0 Posts
Fev0 Posts
Mar0 Posts
Abr0 Posts
Mai0 Posts
Jun0 Posts
Jul0 Posts
Set0 Posts
Out0 Posts
Nov0 Posts
Dez0 Posts
NOTÍCIAS RECENTES